Os três pilares da Arquitetura Cloud

Superar a concorrência e ganhar destaque no acirrado setor de negócios é o que faz com que muitas empresas apostem na migração de dados para a nuvem. Nesse sentido, já se sabe que a arquitetura cloud oferece inúmeros benefícios às organizações.

Entre tantas vantagens estão a redução de custos e a possibilidade de inovação escalonada. Mas será todas as empresas estão preparadas para migrar para a nuvem pública ou privada?

Considerando este novo cenário, a Claranet - parceria da AWS e Google Cloud - pretende esclarecer, neste artigo, o que é a arquitetura em nuvem. Saiba também quais pilares norteiam o conceito cloud computing.

Do que trata a Arquitetura em Nuvem?

Este conceito refere-se a componentes como bancos de dados, recursos de software, aplicativos, etc. projetados para otimizar todo o potencial dos recursos da nuvem.

Por consequência, esse conjunto de soluções permite a redução de gastos com a construção de uma infraestrutura local, servidores físicos, dentre outros requisitos.

Em suma, a arquitetura da nuvem define os componentes, bem como a interação entre eles. Os vários componentes da arquitetura de nuvem são:

  • Recursos locais
  • Recursos do Cloud
  • Componentes e serviços de software
  • Middleware

A arquitetura de nuvem é destinada a fornecer alta largura de banda, permitindo que os usuários tenham acesso ininterrupto a dados e aplicações. Do mesmo modo, tal tecnologia garante uma ágil e eficiente migração de dados entre servidores. Ao mesmo tempo, mantém a segurança da rede.

No centro dessa arquitetura, existem três pilares que podem ser utilizados em conjunto ou separadamente, tornando a arquitetura mais eficiente para o setor de TI. As três camadas da computação em nuvem são SaaS, PaaS e IaaS.

Veja uma breve explicação sobre cada uma dessas modalidades da tecnologia Cloud.

IaaS (Infraestrutura como Serviço)

A Infraestrutura como Serviço fornece infraestrutura e hardware, incluindo servidores, redes e dispositivos de armazenamento em execução na nuvem. Esses recursos ficam disponíveis para os usuários, que pagam apenas conforme o uso do serviço.

PaaS (Plataforma como Serviço)

A plataforma como serviço (PaaS) é uma camada de computação em nuvem no qual um provedor de serviços entrega uma plataforma aos clientes. Isso facilita o desenvolvimento, os testes, a execução e a gestão de aplicativos de negócios sem a necessidade de criar e manter essa robusta infraestrutura, o que os processos de desenvolvimento normalmente exigem.

SaaS (Software como Serviço)

Uma das formas mais populares de computação em nuvem é o SaaS. A modalidade de clouding computing é definida como um modelo de distribuição de software. Nela, um provedor de serviços hospeda aplicativos para clientes e os disponibiliza para esses clientes pela Internet.

Entre as principais razões pelas quais as empresas usam SaaS é que elas instalam e executam aplicativos em seus próprios sistemas. Isso elimina - ou reduz - os custos associados a suporte, compras e à manutenção de hardware e de software.

De modo geral, migrar dados para nuvem promove a economia de tempo e dinheiro com a construção de uma infraestrutura própria.

Ao passo em que permite às equipes de TI ficarem à disposição de novos projetos e desenvolvimento de novas soluções disruptivas para seus clientes ou para elevar a produtividade como um todo.

Com tantas, não espere mais para começar a desfrutar dos recursos e benefícios da tecnologia Cloud em sua empresa. A Claranet é parceira de fornecedores como Azure, AWS e Google Cloud, sendo reconhecida pelo Quadrante Mágico da Gartner, de Managed Hybrid Cloud Hosting (Europa).

Fale com um dos consultores Claranet!

Dúvidas? Entre em Contato conosco

Fale conosco

Por favor, ligue-nos através do número 11 3509-4300 entre as 09:00 - 18:00 de Segunda a Sexta para falar com nossa equipe comercial.

Procura suporte técnico?
A nossa equipe está disponível 24x7x365 para te ajudar, através do número 11 3509-4321.