SD-WAN: o que é rede WAN definida por software

Na era da transformação digital, estar conectado é absolutamente necessário para qualquer empresa do mundo. Nos últimos anos, novas tecnologias surgiram para aprimorar essa experiência, como é o caso da SD-WAN.

Sua empresa já a utiliza? Ou melhor, você já ouviu falar no tema? Se a resposta foi não, para pelo menos uma das perguntas, então você precisa conhecer os benefícios práticos dessa tecnologia disruptiva.

Neste post, você conhecerá os benefícios dessa inovação e, também, irá entender como um parceiro bem posicionado no Gartner poderá te auxiliar nessa transição.

SD WAN o que é?

A tecnologia denominada SD-WAN - Software-Defined Wide Area Network, ou Rede WAN Definida por Software, refere-se à gestão de banda de rede mediante o uso de softwares de apoio.

Até pouco tempo atrás, essa gestão era uma funcionalidade exclusiva da WAN, na qual era possível gerenciar a rede por meio de um servidor local (data center).

O avanço das tecnologias de rede e a entrada dos serviços SaaS (Software as a Service) e IaaS (Infrastructure as a Service) fizeram com que as empresas migrassem para a nuvem, abrindo novas possibilidades de serviço, visando mais agilidade.

As empresas perceberam que a utilização desse tipo de serviço com a rede WAN estava se tornando inviável, pois já não garantiam o nível de integridade requerido, muito menos a velocidade.

O software destinado à SD-WAN possui a finalidade de maximizar a produtividade, controlar a banda e aprimorar a segurança da conexão. Os benefícios visíveis para quem conta com a tecnologia são:

  • Mais agilidade na execução das aplicações;
  • Aprimoramento da experiência do usuário;
  • Automação de rotinas baseada na nuvem;
  • Otimização de custo com autonomia de transporte (4G/5G).

Como funciona a SD-WAN?

Na prática, a SD-WAN utiliza sistemas baseados em cloud computing (computação em nuvem) para a distribuição da rede nas filiais.

Independentemente da localização e do dispositivo, é possível conectar-se à rede WAN, bastando para isso acessar o software de gerenciamento. Após realizada a conexão, o dispositivo terá uma conectividade consistente e com largura de banda.

Isso quer dizer que, se um link cair durante a conexão, o software se encarregará de realizar a conexão com um link alternativo, mantendo assim o acesso à rede.

SD-WAN vs WAN tradicional

Não é nem um pouco difícil fazer um comparativo entre a SD-WAN e a WAN tradicional, afinal, tudo se resume a um único ponto de maior relevância: o volume de tráfego.

A WAN tradicional foi criada para atender às demandas menos complexas, que precisam de uma conexão direta com o servidor local. Até então, utilizavam-se circuitos MPLS (Multiprotocol Label Switching).

Os serviços de rede evoluíram muito nos últimos anos, demandando uma quantidade maior de banda para a operação. Um grande exemplo disso são os softwares SaaS e IaaS, como mencionado anteriormente.

Hoje, mais da metade das conexões de rede ativa utilizam da tecnologia SD-WAN, pois a sua conectividade com o servidor em nuvem é a única capaz de absorver a demanda das aplicações com elasticidade, conforme orientado por especialistas.

SD-WAN vs MPLS: qual a diferença?

Conforme explicado, a WAN tradicional faz uso do protocolo MPLS para a gestão da conexão de rede. Esse método é baseado no mapeamento do tráfego por IP, onde o tráfego acontece via VPN (Virtual Private Network) que prioriza o tráfego dentro da rede de IPs.

O tráfego é balanceado e distribuído de forma equivalente entre as redes conectadas. Por muito tempo, essa foi sem dúvida uma tecnologia que atendia às maiores necessidades, porém a demanda de hoje está em outro patamar.

O trabalho remoto é mais comum do que nunca, sendo assim a conexão a distância se tornou uma prioridade dentro das empresas. A SD-WAN pode realizar essa conexão de uma forma prática, distribuindo o roteamento da rede automaticamente.

Não é exagero dizer que uma se trata da evolução da outra, pois conta com os mesmos objetivos, porém oferece maiores recursos.

Benefícios do SD-WAN para empresas

A empresa que pretende migrar a sua conexão para o modelo SD-WAN irá contar com benefícios notáveis. Entre eles, destacam-se 3 pontos muito importantes:

1º Diminuição de custos: Com uma infraestrutura simples e dependente apenas de recursos digitais, a diminuição dos custos torna-se inevitável.

2º Mais produtividade: O tráfego sempre será direcionado de forma automática, escolhendo o melhor caminho possível, o que garante uma conexão fluida e de alto desempenho.

3º Alta segurança: A segurança é um ponto forte nas conexões, que utilizam de firewall e criptografia de rede, protegendo os dados das pessoas autenticadas.

O que é SD-WAN gerenciado?

A SD-WAN gerenciado é uma extensão da SD-WAN comum, cujo objetivo é oferecer uma camada extra de possibilidades, como a contratação de um suporte extra na segurança da conexão.

Geralmente são compostos de SLA (do inglês: Acordo de Nível de Serviço), que garantem os níveis dos serviços.

Escolhendo um provedor de serviços de SD-WAN

Se você precisa escolher uma solução de SD-WAN para a sua empresa, deve procurar por parcerias de empresas sólidas, que há tempos estão buscando a inovação constante e, de preferência, que se destaquem no Gartner.

Lembre-se de que os seus dados estarão sob a responsabilidade dessa sua parceira, então todo o cuidado é essencial para que você aproveite os benefícios de ter uma conexão de qualidade, em qualquer lugar do mundo.

A Claranet, com larga experiência no mercado, especialista na gestão de SD-WAN, te convida para conhecer mais sobre o seu retrospecto histórico e sobre os cases vivenciados com clientes que, como você, buscavam aprimorar a conectividade.

Conheça mais sobre os serviços de Cibersegurança da Claranet. Clique no serviço pertinente às necessidades do seu negócio e entre em contato.